De acordo com a ABVED (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas), as mulheres já representam mais de 90% na força de vendas. A maioria delas, atua com produtos de beleza e mercadorias para o lar, alcançando altas rendas e atingindo excelentes performances.

Muitas mulheres já trabalhavam com vendas diretas, mas, não viam esse modelo de negócio como uma maneira de empreender. Mas, com a crise e junto com ela os altos custos de luz, aluguéis, internet etc., elas começaram a enxergar as vendas como uma solução e uma maneira de vencer obstáculos por meio do empreendedorismo feminino.

Veja agora como as mulheres empreendedoras estão dominando as vendas diretas e alcançando rendas extraordinárias.

Qual é o cenário atual das vendas diretas?

Além das mulheres empreendedoras representarem mais de 90% neste mercado, uma outra estatística animadora é que as vendas diretas crescem 7% a cada ano, de acordo com a mesma pesquisa da ABVED.

Outro fator que marca as vendas diretas é que as mulheres podem começar a empreender com investimentos baixos, força de vontade e conseguir alcançar os resultados desejados.

As mulheres representam toda essa força, porque essa foi a primeira maneira da mulher se inserir no mercado de trabalho. Ou seja, foram as vendas diretas que proporcionaram as oportunidades formais para a mulher empreender.

Histórico feminino nas vendas diretas

Antigamente, as mulheres precisavam cuidar dos filhos, da casa, do marido e não podiam investir em seus estudos e formações. Por isso que esse foi o primeiro modelo de trabalho para as mulheres: pelo fato desse modelo de negócio não exigir certificados, idiomas, graduações etc.

É fato que atualmente as mulheres não sofrem tanto essa imposição por parte da sociedade, afinal, ela já conquistou uma liberdade maior do que há tempos atrás. Mas, mesmo assim, a desigualdade ainda é grande em empregos comuns e o empreendedorismo feminino tem achado cada vez mais espaço participando das vendas diretas.

Oportunidades no mercado

Com o passar do tempo, as oportunidades no mercado das vendas diretas só aumentaram. Isso se deve muito à tecnologia e ao consumismo brasileiro que só vem aumentando: são 3 consumidores conscientes (que avaliam realmente o financeiro) a cada 10 brasileiros, de acordo com o SPC Brasil.

Muitos mercados entram em crise, mas o que as pessoas não param de fazer é comprar. Por isso, as vendas diretas continuam crescendo, mesmo com algumas pessoas com o financeiro abalado por estes problemas econômicos do país.

Algumas ideias para trabalhar com vendas diretas são: vender de porta em porta, criar redes sociais ou lojas virtuais e trabalhar pela internet, ou trabalhar com catálogo – inclusive você pode conhecer melhor esse tipo de venda, leia esse artigo que explica tudo sobre as vendas por catálogos.

Existem também algumas outras formas de vendas diretas, mas as citadas acima são as mais interessantes e que garantem que você consiga lucros maiores trabalhando tanto em casa, como visitando as clientes.

Seja uma empreendedora realizada

Se você quer se realizar sendo empreendedora e atuando nas vendas diretas, temos a melhor solução. Você pode trabalhar da maneira que achar melhor, sem precisar investir alto, e, ainda assim, conseguir alcançar ganhos excelentes. Se você quer atingir o sucesso nas vendas diretas, saiba como, clicando aqui.