Já ouviu a frase “Aqui não é lugar de mulher”? Isso cada vez mais perde a força, principalmente no mercado de trabalho. Segundo uma análise do Banco Mundial, 25 a 35% das empresas privadas são operadas por mulheres. E para se ter ideia, em 2028 a estimativa é que esse número aumente para 75% no mundo inteiro.

É quase que unânime o pensamento de que uma mulher no negócio envolve mais paixão e tem um certo cuidado especial. A mulher empreendedora tem um “Q” diferente e um empoderamento que impõe respeito a qualquer um, inclusive nos homens.

Portanto, é fato que o empreendedorismo feminino está conquistando o mundo. E para te deixar ainda mais animada, confira mais algumas informações que vão te ajudar a empreender e mudar sua própria história e de sua família!

Quem são as mulheres empreendedoras?

Se você é dona de casa, aposentada ou se dedica apenas ao lar e está pensando que “esse negócio de empreender” não é para você, pode se surpreender com os números.

De acordo com uma pesquisa do Pequenas Empresas & Grandes Negócios, feita agora em Março de 2017, a maioria das mulheres que resolvem empreender são casadas e começam no empreendedorismo a partir dos 30 anos (na época em que também decidem ter filhos).

Isso não é por acaso. Essas mulheres decidem que querem ter sua independência financeira a partir de conhecimentos empíricos, ou seja, das experiências do dia a dia, como costuras, artesanato, cozinha, cabelo etc.; resolvem transformar paixão em trabalho.

Qual é o diferencial do empreendedorismo feminino?

Só para começar, um estudo da Peterson Institute for International Economics indicou que quando pelo menos 30% dos cargos de sênior em uma empresa é composta por mulheres empreendedoras, o lucro aumenta em 15%.

O empoderamento feminino começa pelos interesses pessoais das mulheres empreendedoras se cruzarem com os pessoais. Você já deve ter ouvido falar em “separar o profissional do pessoal”, mas, você já deve ter notado que é um pouco difícil praticar isso e tratar os dois lados como sendo apartados. Mas isso não é um defeito…

Na verdade, ser mais sensível e ‘sentimental’ é o que torna o trabalho das mulheres empreendedoras tão diferentes e traz esse lucro maior para as empresas que resolvem contratar uma mulher para cargos importantes.

O empoderamento feminino vai das suas casas aos cargos executivos

Ainda sobre a pesquisa do Pequenas Empresas & Grandes Negócios, com 1400 mulheres empreendedoras, a vontade de mudar o mundo é a diferença de um empreendedorismo feminino.

Enquanto os homens buscam mais pelo sucesso financeiro, as mulheres empreendedoras dão preferência às mudanças sociais e a criar oportunidades para os menos favorecidos; há um poder feminino de enxergar a capacidade das pessoas e ter uma liderança mais determinada.

A hora é agora!

Como você viu, o cenário feminino no empreendedorismo está em ascensão, e isso significa que você pode começar agora a movimentar o seu negócio. Você tem todo potencial para fazer acontecer. Caso queira receber dicas exclusivas sobre o empreendedorismo feminino, cadastre-se aqui e faça parte de nossa lista Vip!

Sucesso!